Livia Mund, primeira estrela de capa da PLAYBOY

A modelo Livia Mund foi a primeira mulher a sair nua na PLAYBOY. A primeira edição, em agosto de 1975, trazia a modelo, inclusive como pôster, quando ainda se chamava “A Revista do Homem”, em uma época que a ditadura restringia em vários quesitos um ensaio sensual, inclusive insinuações de nudez na capa. O trabalho abriu portas para Livia, com 19 anos à época.

“Fiquei mais conhecida e trabalhei muito para outros editoriais de moda, filmes publicitários e televisão. Ganhei prêmios como modelo do ano. Fui para Milão e fiquei dois anos na Fashion Model, agência de modelos que me indicou para trabalhar também em Munique e Zurique”, conta a modelo.

Primeira capa da PLAYBOYSobre o ensaio, Livia tem orgulho de ser pioneira nos ensaios sensuais, mas admite que foi algo ousado para a ditadura. “A nudez também era controlada. Foi fotografado apenas um seio, os dois mamilos não podiam aparecer juntos. Uma banda só da bunda, os dois glúteos jamais. O púbis nem se sonhava em aparecer. Mesmo assim, não tive medo de perseguição.”

“Naquele tempo, fotografava-se o imaginário, o resto o leitor construía com a imaginação. O umbigo bonito era o máximo, covinhas em cima do bumbum também eram valorizadas, saboneteiras e colo também”, explicou a musa sobre as diferenças entre os ensaios mais antigos e os atuais.

Livia Mund atualmente está com 56 anos e trabalha como produtora executiva em um estúdio fotográfico em São Paulo. Além disso, trabalha como voluntária há 11 anos no Centro Jovem do Rio Pequeno, onde dá aula de dança, yoga e artes.  Para manter o corpo, ela pratica remo, nado e dança. Também estuda italiano e Inglês, além de pintar e tocar piano. Livia ainda impressiona, mesmo 37 anos depois.